Central de Intermediação em Libras é instalada em hospitais municipais de São Paulo

Revalide o seu Bilhete Único para garantir benefícios
janeiro 30, 2020
Confira as vagas de emprego disponíveis para este carnaval
fevereiro 3, 2020

Central de Intermediação em Libras é instalada em hospitais municipais de São Paulo

O serviço Central de Intermediação em Libras (CIL) está sendo instalado nos hospitais municipais de São Paulo. A partir dele, é possível ocorrer uma intermediação em Português e Libras, por meio de videochamada, promovendo a comunicação entre pessoas com deficiência auditiva, surdos, surdocegos e servidores públicos. A iniciativa inédita será implementada em todos os hospitais da capital, até o fim de fevereiro. A prioridade será o atendimento às gestantes.

A implantação do PAP nas unidades hospitalares está sendo realizada de maneira gradual. O serviço já está em funcionamento no Hospital Municipal Prof. Dr. Alípio Correa Netto (Ermelino Matarazzo) e no Hospital Municipal e Maternidade Prof. Mario Degni.

Além de ter a CIL instalada nos hospitais municipais, os munícipes e servidores públicos também podem fazer o download do aplicativo por meio da “CIL – SMPED”, sem gastar seu plano de dados. O aplicativo está disponível gratuitamente nos celulares e tablets Android ou IOS e computadores, via website. Quando acionado, o serviço faz a mediação entre surdo e servidor por meio de um intérprete de Libras.

O aplicativo não consome seus dados

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), assinou no dia 26 de setembro de 2019, um contrato de navegação patrocinada com as quatro grandes operadoras de telefonia (Claro, Vivo, Tim e Oi) para a Central de Intermediação em Libras (CIL).

A iniciativa é inédita no Brasil e, a partir dela, usuários surdos da CIL, e servidores públicos municipais, não mais utilizarão seus pacotes de dados para o uso do aplicativo. Trata-se de uma medida de impacto junto aos usuários mais carentes, tendo em vista que a utilização desse recurso via celular consome, em média, 100Mb por vídeochamada, o que representa um impedimento para a ampliação do uso da CIL.

Além de atender demanda da comunidade surda, a iniciativa também foca nos servidores públicos municipais, que poderão baixar o aplicativo em seus smartphones e usá-lo quando tiver que atender um munícipe que só se comunica em Libras.

Para baixar, acesse:

  • Download do aplicativo para Android;
  • Download do aplicativo pela Apple;
  • Atendimento pelo site.

Confira aqui os Hospitais Municipais que já tem a CIL

  • Hospital Municipal Dr Fernando Mauro Pires da Rocha
    Estrada de Itapecerica, 1661 – Vila Maracanã – São Paulo – SP
  • Hospital Municipal Dr Arthur Ribeiro de Saboya
    Av Francisco de Paula Quintanilha Ribeiro, 860 – Jabaquarara – São Paulo – SP
  • Hospital Municipal Dr Cármino Caricchio – Tatuapé
    Av Celso Garcia, 4815 – Tatuapé – São Paulo – SP
  • Hospital Municipal Tide Setúbal
    R. Dr. José Guilherme Eiras, 123 – Vila Dr. Eiras, São Paulo – SP
  • Hospital Municipal Professor Waldomiro de Paula
    R. Augusto Carlos Bauman, 1074 – Itaquera, São Paulo
  • Hospital Municipal Alexandre Zaio
    R. Alves Maldonado, 128 – Vila Nhocuné, São Paulo – SP
  • Hospital Municipal José Soares Hungria
    Jardim Cidade Pirituba, São Paulo – SP
  • Hospital Municipal Benedicto Montenegro
    Rua Antônio Lázaro, 226 – Jardim Iva, São Paulo
  • Hospital Municipal Dr. Ignácio Proença de Gouveia
    Rua Juventus, 562 – Parque da Mooca, São Paulo – SP

As próximas instalações serão realizadas nos seguintes hospitais:

  • Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch (M’Boi Mirim) – Gestão Einstein;
  • Hospital Municipal São Luiz Gonzaga – Gestão Santa Casa;
  • Hospital Municipal Vila Santa Catarina – Gestão Einstein;
  • Hospital Municipal Cidade Tiradentes “Carmen Prudente” – Gestão Santa Marcelina;
  • Hospital Municipal Vereador José Storopoli (Vila Maria) – Gestão SPDM;
  • Hospital Municipal Infantil Menino Jesus – Gestão Sírio Libanês.

Fonte: Prefeitura de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *