Participe da 3ª Mostra Sesc de Cinema

Prefeitura de São Paulo amplia inclusão nas salas de aulas com equipamentos de Tecnologia Assistiva
novembro 27, 2019
Artista plástica tem exposição no CCBB SP e na Japan House
novembro 29, 2019

Participe da 3ª Mostra Sesc de Cinema

Até 4 de dezembro ocorre a 3ª Mostra Sesc de Cinema, que apresenta ao seu público, curtas e longas metragens selecionados tanto no Panorama Paulista quanto no Panorama Nacional. A mostra de filmes busca ser um espaço de lançamento e promoção dos realizadores e suas obras, que geralmente não chegam ao circuito comercial. Reflete o hibridismo das produções inscritas e constrói um panorama dessa recente produção audiovisual independente.

IMPORTANTE: Retirada de ingressos com 1h30 de antecedência para credencial plena e 1h de antecedência para o público em geral.

Confira alguns dos títulos:

29/11 – 15h – POÉTICAS DE BARRO
(Dir.: Giuliana Danza. Animação. 2019. 6 min.)
Livre. Minas Gerais.

Bucólico, delicado e sensível, o curta-metragem Poética de Barro, animado em stop motion com argilas do Vale das Viúvas de Maridos Vivos e baseado nos trabalhos das ceramistas mineiras, retrata a saga de uma pequena criatura, que precisa sobreviver às vicissitudes da vida. Se todas as barreiras serão transpostas, apenas assistindo para descobrir.

29/11 – 15h – NAVIOS DE TERRA
(Dir.: Simone Cortezão. Documentário/Drama. 2017. 70 min.)
Livre. Minas Gerais.

Há anos a montanha é deslocada entre dois países (Brasil e China). Rômulo, ex-minerador e agora marinheiro, segue levando parte da montanha e vai ao encontro de outra. Na imensidão do mar, ele conhece outros viajantes, e em momentos febris encontra as memórias e o espírito da terra. Num cotidiano atravessado por outras línguas que ele não fala, mesmo sem entender, as conversas em desencontro acontecem. Assim, Rômulo vai enfrentar dias lentos na imensidão do oceano até o outro continente.

29/11 – 17h – PONTOS DE VISTA
(Dir.: Fábio Yamaji Ficção. 2017. 15 min.)
18 anos.

Maria é guia de turismo em passeios pelo Centro da cidade de São Paulo. Seu cão Glaz a acompanha neste ofício. Maria é cega. Filmado em Super 16, Pontos de vista, tem sequência em animação light painting e som 5.1 envolvente – para uma inédita experiência cinematográfica.

29/11 – 19h – BANDEIRAS
(Dir.: Renato Batata. Documentário. 2018. 95 min.)

Durante os séculos XVI e XVII, grupos de colonos se organizavam em expedições armadas para explorar o interior do Brasil. Essas expedições partiam da vila de São Paulo e seus arredores, e foram posteriormente chamadas de Entradas e Bandeiras. Este filme busca refletir sobre a construção e perpetuação do mito bandeirante no Brasil contemporâneo, numa narrativa composta através da comparação de textos históricos e de relatos de um dos povos que mais sofreram com a colonização, e que até hoje resistem pacificamente pela manutenção de seus direitos em relação às suas terras, cultura e corpos: os Guarani do Mato Grosso do Sul e do Paraguai.

01/12 – 11h – O MALABARISTA
(Dir.: Iuri Moreno. Animação. 2018. 11 min.)
Goiás. Livre.

O filme reúne fragmentos do cotidiano e experiências de artistas de rua, que em meio à hostilidade das grandes cidades, buscam levar cores e sorrisos aos que cruzem seus caminhos. De forma lúdica – o traço, a direção de arte e os efeitos sonoros – fazem um contraste entre o monocromático das paisagens e a presença do pluralismo neste híbrido entre animação e documentário.

03/12 – 15h – PARQUE OESTE
(Dir.: Fabiana Assis. Documentário. 2018. 70 min.)
10 anos. Goiás.

Depois de ser vítima de violência do Estado, em Goiânia, Brasil, uma mulher reconstrói sua vida, transformando seu luto em luta para que todas as mulheres e homens possam viver em um mundo mais justo, em que os direitos humanos básicos, como o acesso à moradia, possam ser assegurados.

04/12 – 15h – ESTRANGEIRO
(Direção Edson Lemos Akatoy. Ficção. 2018. 115 min.)
Paraiba. 14 anos.

Elisabete viveu a infância com os pais na paradisíaca praia de Tabatinga, no nordeste do Brasil. Distante do contato com outras crianças, tinha em Daniela sua única amiga. Devido a um misterioso trauma, Elisabete abandona o seu lar e nunca mais permanece em um só lugar. Aos trinta anos, Elisabete anseia por uma identidade. Ela não se sente confortável em sua própria pele, uma estrangeira em seu mundo.

Para conferir a programação completa, horários, classificação indicativa e ficha técnica, acesse sescsp.org.br/cinesesc. É gratuito.

Fonte: Sesc SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *