Parque do Ibirapuera comemora 65 anos com programação especial

Participe da prevenção das hepatites virais
agosto 19, 2019
Participe da Virada Sustentável 2019
agosto 21, 2019

Parque do Ibirapuera comemora 65 anos com programação especial

Considerado um dos mais famosos cartões postais de São Paulo, o Parque do Ibirapuera completa seus 65 anos. Assim, de 21 a 25 de agosto, os equipamentos – Bienal, OCA, MAM, Planetário, UMAPAZ, Fonte Multimídia, GCM e Museu Afro Brasil – promovem uma programação especial, organizada pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SVMA).

Além de sessão especial da Fonte Luminosa e projeções ao ar livre, destaque para o melhor do Jazz. Não faltam visitas guiadas à OCA e visita mediada por lanternas ao jardim das esculturas do MAM, além de atividade na Bienal e vasta programação ambiental. Só atente para as atrações que requerem inscrições prévias. Programação completa:

21/08 – quarta-feira
7h 
#vempassarinhar Especial Aniversário Parque Ibirapuera
Local: UMAPAZ – em frente ao portão 7-A

9h às 10h 
Dança Circular 
Local: Serraria – portão 7

11h às 12h30
Meditação
Local: UMAPAZ – portão 7-A

13h30 às 15h30
“Conversa com Heraldo Guiaro” (diretor do Parque Ibirapuera)
Local: UMAPAZ – portão 7-A – requer inscrição prévia

14h às 17h
Recreação Ambiental
Local: UMAPAZ – Portão 7-A – requer inscrição prévia

16h às 17h
Apresentação da Banda da GCM
Local: Praça do Porquinho – portão 6

17h 
Visita Guiada Histórica à OCA
Local: OCA – portão 2

17h às 20h
Banda de Jazz Paralelas
Local: trajeto itinerante pelo parque

18h30
“Uma Noite no Jardim” – visita mediada com lanternas ao jardim das esculturas do MAM
Local: MAM – portão 3-A (chegar com meia hora de antecedência na recepção do museu)

19h às 21h
Projeção ao ar livre – conservação de esculturas em espaços públicos e Pixinguinha e a Velha Guarda
Local: MAM – portão 2

20h e 20h30
Apresentações da Fonte Luminosa – especial de aniversário do parque
Local: Fonte Multimídia – portão 9

22/08 – quinta-feira
10h às 12h 
“Conversa com Rita Alves – Literatura no Parque Urbano”
Local: UMAPAZ – Portão 7-A – requer inscrição prévia

16h30 às 17h30
Banda Itinerante da Marinha
Local: em frente ao Portão 3 – vai até a Ponte de Ferro e retorna ao Portão 3

20h e 20h30
Apresentações da Fonte Luminosa – especial de aniversário do parque
Local: Fonte Multimídia – portão 9

23/08 – sexta-feira
9h às 12h
Oficina: minijardins – Também integra a programação da Virada Sustentável
Local: UMAPAZ – Portão 7-A – requer inscrição prévia

9h às 19h
Obra audiovisual comissionada para Bienal de Vezeza: Swinguerra
Local: projeção na parede da Bienal – portão 3-A

10h30 às12h
Tai Chi
Local: UMAPAZ – Portão 7-A – requer inscrição prévia

20h e 20h30
Apresentações da Fonte Luminosa – especial de aniversário do parque
Local: Fonte Multimídia – portão 9

24/08 – sábado
10h às 17h
1ª Ocupa OCA das Mina (atividades de e para o universo feminino jovem)
Local: OCA – portão 1 ou 2

9h às 19h
Obra audiovisual comissionada para Bienal de Vezeza: Swinguerra
Local: projeção na parede da Bienal – portão 2

A confirmar – fim da tarde
Roda de conversa com artistas responsáveis pela obra em exibição
Local: Bienal – Portão 2

15h
Oficina “Promessas e Bordados” – vivência do bordado, produzindo a confecção e ornamentação do couro do boi
Local: Museu Afro – portão 10 – requer inscrição prévia

15h às 16h
Coral da Guarda Civil Metropolitana (GCM)
Local: Palco Arena de Eventos – portão 10

17h30
Visita Guiada Histórica da OCA
OCA – portão 2

20h e 20h30
Apresentações da Fonte Luminosa – especial de aniversário do parque
Local: Fonte Multimídia – portão 9

25/08 – domingo
10h às 17h 
1ª Ocupa OCA das Mina (atividades de e para o universo feminino jovem)
Local: OCA – portão 1 ou 2

10h às 12h
Banda do Exército
Local: Praça da Paz – Portão 8

9h às 17h
Pista com skate, patinete e patins à disposição
Local: Arena de Eventos – portão 10

10h30
“Uma Noite no Jardim” – visita mediada com lanternas ao jardim das esculturas do MAM
Local: MAM – portão 3-A

14h
Visita com foco em História, Memória e Arte dos brasileiros a partir da perspectiva afro-brasileira
Local: Museu Afro – portão 10

17h às 18h40
Sessão “Planetas do Universo”
Local: Planetário do Ibirapuera – portão 10 – requer ingressos antecipados gratuitos

17h30
Visita Guiada Histórica na OCA
Local: OCA

18h30 às 20h30
Projeção ao ar livre – conservação de esculturas em espaços públicos e Pixinguinha e a Velha Guarda
Local: MAM – portão 2

19h
Coletivos de samba, cultura popular e teatro “Encontro Estéticas da Periferia”
Local: Auditório Itaú Cultural – Portão 2

20h e 20h30
Apresentações da Fonte Luminosa – especial de aniversário do parque
Local: Fonte Multimídia – portão 9

Sobre o Parque Ibirapuera

O Ibira, como é carinhosamente chamado, mostra sua resistência em sobreviver, mesmo quando uns poucos não se esforçam tanto assim em conservá-lo adequadamente. Mas a sua história é anterior ao próprio IV Centenário. O projeto foi concebido pelos arquitetos Oscar Niemeyer, Ulhôa Cavalcanti, Zenon Lotufo, Eduardo Kneese de Mello, Ícaro de Castro Mello, além do paisagista Augusto Teixeira Mendes, ocuparia uma região bastante alagada – aliás, o nome do bairro, em tupi, significa pau podre, ou árvore apodrecida. Já em 1890, quando o governo federal “deu” as terras ao município, a área ficou bom tempo apenas como brejo – porque era só o que havia ali. As terras só foram reconhecidas como território municipal em 1916, quando o prefeito Washington Luís loteou o entorno para valorizar seu entorno, fazendo nascer o bairro do Jardim Lusitânia. O prefeito José Pires do Rio viu ali a necessidade de substituir o brejo por um parque, objetivando a “higiene da comunidade”. Foi assim que boa parte das terras foi incorporada ao projeto, culminando com uma troca de terrenos em 1927 que praticamente criou o parque. A instalação do viveiro de plantas e do plantio dos primeiros pinheiros, por volta de 1928, iniciou a reforma urbanística, principalmente de drenagem, para sua construção. Essa ocupação democrática faz do espaço um dos destinos turísticos mais procurados – tanto pela população mundial, quanto nacional, em visita a São Paulo. O parque foi entregue à cidade oficialmente em 21 de agosto de 1954.

Fonte: Prefeitura de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *