Rede de Saúde Mental com mais de 3.500 vagas em 10 novos CAPS

Prevenção e tratamento do glaucoma na rede de Saúde
junho 5, 2019
Confira a programação dos festejos juninos em todas as regiões de São Paulo
junho 7, 2019

Rede de Saúde Mental com mais de 3.500 vagas em 10 novos CAPS

Nos dois últimos anos, implementou 10 Centros de Atenção Psicossocial, que resultaram em cerca de 3.500 novas vagas na rede de Saúde Mental da capital paulista, e assim segue trabalhando para ampliar a rede pública de atendimento.

Os serviços prestam atendimento a pessoas com necessidades relacionadas a transtornos mentais como depressão, esquizofrenia, transtorno afetivo bipolar, transtorno obsessivo-compulsivo, e pessoas com quadro de uso e dependência de substâncias psicoativas, como álcool, crack e outras drogas.

As novas unidades foram inauguradas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) são: Heliópolis (infantojuvenil), Cidade Dutra (infantojuvenil), Grajaú (duas unidades para adultos), Cangaíba (adultos), São Luiz (adultos), Ermelino Matarazzo (infantojuvenil), Butantã (adultos), Leopoldina (adultos) e no Aricanduva (infantojuvenil). Para conferir outros endereços, clique aqui.

Atualmente, a rede de saúde mental do município conta com 92 CAPS, sendo 30 deles Álcool e Drogas para adultos, 30 Infantojuvenis e outros 32 serviços para adultos.  Destes, 31 funcionam como CAPS III (com acolhimento integral – funcionamento 24 horas).

Nos serviços, os munícipes são atendidos por uma equipe multiprofissional composta por médicos, psicólogos, assistente social, enfermeiro, e terapeuta ocupacional que avaliam o quadro do usuário e indicam o tratamento adequado para cada caso. 

Residências Terapêuticas

Atualmente, a capital conta com 62 Serviços de Residência Terapêutica com 10 vagas em cada uma. Nove desses serviços foram implementados nos dois últimos anos e outros 11 foram ampliadas pela SMS.

As casas terapêuticas acolhem pessoas que ficaram reclusas por muito internados em manicômios. O principal objetivo do projeto é dar a esses indivíduos uma nova oportunidade de reinserção na sociedade.

Fonte: Prefeitura de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *