WiFi Livre SP contará com novos pontos de internet pela cidade

Inscrições abertas para o Prêmio 19 de Agosto
novembro 23, 2018
Algumas estações do metrô recebem a testagem rápida de HIV na semana do Dia Mundial de Luta Contra Aids
novembro 27, 2018

WiFi Livre SP contará com novos pontos de internet pela cidade

Imagem: César Ogata/Secom.

A Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia, publicou nesta segunda-feira (26) o edital para o credenciamento de empresas e organizações interessadas em ofertar internet gratuita na capital. A rede de conectividade, conta com 120 praças e parques da cidade, e será, no mínimo, duplicada até o final da gestão, conforme prevê o Programa de Metas 2017-2020.

O programa de expansão prevê mais de 300 novos pontos, principalmente em centros culturais e bibliotecas, centros desportivos e pontos turísticos. O edital propõe que as empresas interessadas recebam como contraparte o direito de explorar modelo de negócios baseado na publicidade digital. O formato jurídico permite que a administração municipal deixe de investir recursos públicos na sustentação do serviço: cerca de R$ 12 milhões ao ano, investimento para manutenção dos 120 pontos atuais de acesso. O edital ficará aberto por seis meses e os projetos poderão ser explorados em até cinco anos.

Acesso à internet

A democratização do acesso à internet se tornou uma constante para a economia e inclusivo social. Como 10° país na lista de números de pessoas sem acesso à internet,  um terço de sua população (cerca de 71 milhões de brasileiros) não possui acesso à rede, e apenas 11,5% possuem conexão banda larga (1).

Sobre o Programa Wifi Livre SP

O programa WiFi Livre SP tem como objetivo levar internet gratuita e de qualidade à população de São Paulo, fomentando a inclusão digital e a apropriação do espaço público. Está disponível em 120 praças e parques da cidade e registra, desde o início do programa, em 2014, mais de 400 milhões de acessos.

Fonte: Prefeitura de São Paulo.

(1): Sérgio Amadeu da Silveira (Org.), Propostas para correções, adequações e ampliação da política de conectividade e inclusão digital. São Paulo: UFABC, 2015. Disponível aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *