SESSÃO SOLENE: LÍDERES COMUNITÁRIOS

Dia Internacional de Atenção à Pessoa com Lúpus
maio 10, 2018
IMIRIM: 185 ANOS
maio 13, 2018

SESSÃO SOLENE: LÍDERES COMUNITÁRIOS

Na noite de ontem (10) ocorreu a Sessão Solene em Comemoração ao Dia do Líder Comunitário na Casa de Cultura Salvador Ligabue – Freguesia do Ó, promovida pela Câmara Municipal de São Paulo por iniciativa do vereador Claudinho de Souza.

A banda da Guarda Civil Metropolitana sob a regência do maestro Sub Inspetor Maestro Valdir, teve presença marcante em uma noite repleta de momentos especiais, principalmente para os homenageados que assumem, cada vez com maior intensidade e determinação, o papel de elo entre cidadãos e órgãos governamentais na gestão de projetos sociais.

Sobre os homenageados

Rosely de Almeida Castro

Rosely é casada há 38 anos com Francisco Carlos e tem quatro filhos, Everton, Vitor, Valter e Jéssica. Rosely é Coordenadora do Grupo da Terceira Idade Amor Fraterno, há seis anos. Apoiada pelos filhos e marido, Rosely desenvolve o projeto que tem cerca de 30 pessoas, ela promove almoços comunitários, festividades, passeios e atividades como Bingos para arrecadação de fundos que viabilizam o desenvolvimento do trabalho social. Seu trabalho é voluntário e ela conta com o apoio do marido, que segundo ela, é seu braço direito. Ele dá aula de futebol às crianças que frequentam o Clube onde há atividades de integração com os senhores da terceira idade. Rosely sempre teve aptidão ao voluntariado, ela colaborou por 10 anos na escola onde seus filhos estudaram e posteriormente na Igreja Santa Terezinha.

Jurandir de Luna Costa

Jurandir tem 56 anos, é casado há 26 anos com Kelly, pai de Claudio e Cintia e tem duas netas, Ana Julia e Alice. Jurandir iniciou seu trabalho social quando foi morar no Jaraguá. Na ocasião, era mutuário da CDHU e buscava informações para resolver problemas junto à SABESP e outros órgãos para a comunidade que representava. Recebeu as chaves de sua casa das mãos do então governador Mario Covas que o incentivou a participar de uma Ong para amplificar seu trabalho. Jurandir foi voluntário do Projeto Paz e Vida e em 2008 tornou-se gestor do instituto que tem um Telecentro onde oferece cursos profissionalizantes na área de construção civil e corte-costura, formando a cada 2 meses cerca de 120 alunos. Em 2011 seguiu com o projeto do Bom Prato e hoje coordena as unidades do Brás, Brasilândia e Capão Redondo, juntas as unidades servem diariamente 8mil refeições (café da manhã e almoço). As refeições são balanceadas e nutritivas e tem preço popular de R$ 1,00. Jurandir se diz motivado a continuar o trabalho primeiramente por servir a Deus e por ter o apoio da família que o ajuda e principalmente por proporcionar melhoria ao próximo

Thalita Jordão Rabay

Thalita tem 36 anos, é mãe de Ana Carolina de 15 anos e é supervisora da Cultura na Prefeitura Regional da Casa Verde e sócia do Jornal Canal 7 em Perus. Foi através do seu Jornal que há 10 anos desenvolveu a habilidade em ajudar o próximo. Ela promove trabalhos voltados às crianças e idosos. Thalita promove eventos anuais entre eles, a campanha de doação de sangue. Sobre o sentimento que tem em ajudar, Thalita diz ser gratificante fazer o bem sem olhar a quem.

Manuel Carvalho Neto

Manuel é cearense de Fortaleza, é casado com Francisca e tem três filhos: Francisco, Francisca e Michele. É comerciante e há 12 anos participa da Associação dos Moradores Jardim da Graça a qual sua esposa é presidente há dois anos. Seu principal trabalho social é lutar e reivindicar melhorias para a comunidade em que vive, luta pela regulamentação das escrituras dos imóveis e ao longo dos anos conquistou benefícios como implantação de água, energia elétrica, sinalização, entre outros. Por representar sua comunidade com garra e perseverança, receba a homenagem, Manuel Carvalho Neto.

Irani da Silva Guedes

Irani tem 44 anos e é casada com Alex, tem sete filhos (Bárbara, Lincon, Rafael, Carlos Gabriel, Igor e Samira), seu trabalho social é realizado na comunidade que recebe o nome de Tribo localizado no Jardim Damasceno – região noroeste da cidade de São Paulo. Desde 2011, Irani e sua família ajuda mais de mil famílias que moram na comunidade. Seu trabalho envolve aulas de capoeira para crianças, criação de biblioteca, ginástica para idosos e atendimentos gratuitos de dentista e advogados. Todo seu trabalho é motivado pelo dom que atribui ter recebido de Deus. Segundo Irani, as pessoas devem gostar de ajudar ao próximo para que o trabalho seja bem feito. Por seu amor às pessoas, receba a homenagem Irani da Silva Guedes.

Maria Elisa Luís Santana

Maria Elisa é casada com José e mãe de quatro meninas Marcia, Meire, Michele e Miriam. É fundadora da Associação de Mulheres Amigas de Jova Rural e há 26 anos trabalha em defesa dos Direitos Sociais. A associação atende crianças e adolescentes em idade escolar sempre visando a boa formação do cidadão, na instituição eles recebem refeições, passeios e atividades extracurriculares. Há também o Núcleo de Convivência para Idosos que contempla oficina de danças, ioga, artesanato e cuidados pessoais. Maria Elisa também comanda o projeto de assistência social para famílias e para jovens infratores que são orientados por psicólogos e advogados. Todo o trabalho idealizado por Maria Elisa tem apoio de grandes instituições e da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, ela diz que nada se faz sozinho, é preciso ter um trabalho organizado e eficiente de todos. Hoje a associação tem cerca de trinta oficineiros e 84 funcionários.

Silvio Cezar Silva de Oliveira

Silvio Cezar tem 41 anos, é casado com Cristina e pai da Ingrid, ele é responsável pelo time de futebol Dha Quebrada e pelo projeto Cinema de Rua. É através do futebol que Silvio conhece as demandas da comunidade em que vive e é por ela que trabalha recebendo doações para distribuir aos que mais necessita. Silvio recebe ajuda de seus familiares e duas vezes ao mês atende cerca de 200 crianças com o “Cinema de Rua” onde há projeção de filmes infantis, pipoca, salgadinhos e refrigerante à vontade. Ele se considera feliz pois realizou o sonho de proporcionar uma vida melhor para aqueles que necessitam. Seu desejo é um dia ver os jovens crescerem e constituírem família livre de drogas e de outros males.

Elcilene Lobato da Silva

Elcilene é casada com Leandro e mãe da Maria Beatriz de 12 anos. Amazonense, ela mora veio para São Paulo com o objetivo de voltar para sua cidade natal, porém, o trabalho social e a vida a fizeram se firmar na Capital paulistana. Moradora do Jardim Damasceno Elcilene e sua família são líderes comunitários por amor e o dom está no sangue, seus pais, irmãos, marido e filha têm prazer em ajudar ao próximo. Ela é membro da Associação Família Unida em Cristo a qual desenvolve projetos com crianças e adolescentes. Elcilene conseguiu parceria com a LBV, Tribunal de Justiça, FMU e Faculdade Anhanguera para promover benefícios aos desamparados. As instituições enviam estagiários para dar aulas de capoeira, ballet, futebol e auxiliam na limpeza e produção de lanches. No início de 2018, Elcilene abriu uma Creche e contratou oito voluntários que hoje estão inseridos no mercado de trabalho e com registro em carteira. Sobre seu empenho, Elcilene se considera feliz e diz amar o que faz.

José Robson Cordeiro Melgaço

José Robson é casado com Eliane e pai de cinco filhos, Brenda, Bruna, Beatriz, Bernardo e Bruno. Morador de Perus, Robson veio da Bahia para terminar os estudos em São Paulo. É diretor do Taxi de Frota e em seu trabalho social é em prol do desenvolvimento do projeto de habitação chamado Bamburral que tem por objetivo criar moradia às famílias que residam em área de risco. Robson é uma pessoa transparente e muito querida por todos. Seu sonho é ver concluída a reconstrução do terminal urbano em Perus.

Marcos Antônio Leite Netto

Marcos Antônio é casado com Maria Ivanilda e pai de três filhos, Tiago, André e Emanuel. Formado em ciências contábeis é um líder comunitário há 11 anos. Iniciou nesta luta pelo bem comum em 2007 em um projeto de uma amiga e foi desenvolvendo seu trabalho ao longo dos anos no trato com crianças, onde busca constantemente proporcionar a melhor vida possível aos pequenos através de uma boa alimentação e aprendizado de cidadania.

Claudia Silvia Machado

Claudia Silvia Machado é solteira e não tem filhos. Iniciou o projeto como administradora em 2015 e como presidente em 2017. Sua luta consiste em propagar os museus comunitários como ferramenta indispensável de apoio a educação forma e cultural nos bairros periféricos em São Paulo, além de atribuir especial a projetos de sustentabilidade, economia criativa, empregabilidade, geração de renda em todas as linguagens de expressão popular, segurança alimentar e saúde. Atualmente, dedica-se ao projeto Museu Estendido, estimulando a independência e dignidade junto às populações vulneráveis além de colaborar com o processo de melhoria no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

Eduardo Valentim Fernandes Pereira

Eduardo Valentim Fernandes Pereira, o “Valentim”, tem 40 anos. É nascido e criado na Freguesia do Ó. Filho de Maria do Carmo Fernandes Pereira e Valentim Marques Pereira. É casado com Maria de Fátima e pai de duas lindas meninas, Maria Fernanda e Valentina. Seu primeiro registro em carteira foi em 1996, na empresa de sua família “Itaporã Mármores e Granitos”, onde até 2004 trabalhou. É formado em Administração de Empresas. Em 2005, a convite do Vereador Claudinho de Souza, iniciou sua trajetória na vida pública. Como assessor parlamentar, ajudou aos mais necessitados, atendendo às demandas da população da Zona Norte. Valentim aprendeu com o Vereador Claudinho de Souza o que representa ser um líder e quais são os objetivos de um homem na vida pública. Hoje praticando o que aprendeu, continua com sua atuação em várias comunidades da região, levando as reivindicações dos moradores aos órgãos públicos, propondo ações de zeladorias e novos projetos sociais, principalmente nas áreas de maior vulnerabilidade.

Paulo Cahim

Paulo é casado com Maria Elisa e pai de Paulo, Andreia e André, é advogado, corretor de imóveis e foi prefeito regional da Casa Verde/ Vila Nova Cachoeirinha na gestão Dória. Atualmente é presidente da Associação Parque Itaguaçu do Cantareira em defesa do Verde e do Meio Ambiente. Paulo nasceu e foi criado no bairro do Limão, estudou em escolas tradicionais do bairro, estudou filosofia e é pós-graduação em Gestão Pública, em sua rotina de trabalho sempre está atento às demandas do seu bairro e busca junto aos órgãos responsáveis os benefícios que a região necessita. Em sua passagem pela Prefeitura Regional desenvolveu diversas melhorias que beneficiaram a população.

Maria Inês da Silva Oliveira

Maria Inês é mãe de Isabel Cristina, Robson e Randal Juliano, ela é líder comunitária no Jardim Vista Alegre e seu trabalho envolve aulas gratuitas de judô às crianças, adolescentes e adultos. Maria Inês distribui as doações que recebe, ela separa em sacolas e leva nas casas dos necessitados. Além disso, se especializou em produção de hambúrgueres artesanais, bolos de aniversário para ensinar seus alunos. Atualmente Maria Inês faz trabalho voluntário na Creche Tia Lourdes e destaca que tudo que sabe deve à Lourdes, pois foi ela que há 20 anos motivou Maria Inês ao trabalho social e atendimento ao próximo.

Sobre o Dia do Líder Comunitário

O Dia Nacional do Líder Comunitário foi instituído a partir do decreto de lei nº 11.287, de 27 de março de 2006, que decreta oficialmente o 5 de maio como o Dia Nacional do Líder Comunitário.

Esta data visa homenagear o indivíduo responsável por ser o “porta-voz” da comunidade em que vive. É uma figura de grande importância no âmbito popular, pois ajuda a representar as preocupações e vontades da população perante os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *